Edições Anteriores

2016

As baixas temperaturas não foram empecilho para a comunidade de Marau, região e outras partes do Estado prestigiarem a sétima edição do Festival Nacional do Salame, dias 10, 11 e 12 de junho de 2016.Mais de 4 mil pessoas tenham passado pelo Ginásio Jatyr Francisco Foresti, para acompanhar as atrações artísticas e prestigiar as inúmeras opções gastronômicas. De acordo com o Presidente da Associação Rota das Salamarias, Eliseu Pol, o Festival neste ano ficou ainda mais “profissionalizado”. “Esta edição foi ainda melhor em termos de organização. A cada ano vamos aprendendo mais, controlamos mais em relação a evitar os desperdícios, profissionalizamos mais neste sentido”. Pol explica que o maior movimento de público foi no sábado e no domingo, e que mesmo com o frio e o momento delicado da economia, as pessoas não deixaram de participar. O Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Neulcir Barro, também avaliou de forma positiva o festival. "Estamos satisfeitos com a sétima edição do Festival. Ano a ano, com cada vez mais experiência na organização do evento, estamos evoluindo e conseguindo bons resultados. Cada vez mais nosso festival é conhecido na região e no Estado e as pessoas o veem como referência em gastronomia e resgate da cultura italiana. Isso tudo se deve a nossa parceria com a Associação Turística Rota das Salamarias, que não têm medido esforços para divulgar seu trabalho", colocou. A festa ainda foi abrilhantada pela Rainha da Semana Italiana, Jéssica Pasa. Durante a programação a jovem eleita para representar a cultura italiana de Marau, atendeu ao público presente e posou para fotos. O encerramento aconteceu às 18h de domingo, com o brinde dos organizadores e foi marcado por manifestações de alívio e felicidade por mais uma edição finalização com êxito. O Festival Nacional do Salame, abriu oficialmente as festividades da XXVIII.

2015

Em 2015, o Festival Nacional do Salame fez parte da programação do 60º aniversário de Marau e teve como co-realizadora, a BRF. Entre as novidades contempladas está o aumento do número de expositores e a inclusão de saladas com salame entre os itens para degustação. Entre as presenças ilustres, o evento contou novamente com a participação do Radicci, personagem do cartunista Carlos Henrique Iotti. Um concurso elegeu o mascote oficial do evento, criado pelo cartunista. Durante os três dias de programação do Festival do Salame de 2015, o público visitante votou e escolheu o mascote do evento. Com 422 votos, o vencedor é o Porchetto Neno. O segundo colocado, Belo Buti, somou 129 votos e o terceiro, Copa e Salamito, 90 votos. De acordo com a diretoria da Rota das Salamarias, entidade promotora do Festival, cerca de 5 mil pessoas passaram pelo Ginásio Municipal Jatyr Francisco Foresti nos três dias de programação.

Realizado de 5 a 7 de junho, o VI Festival Nacional do Salame manteve a mesma média de ingressos comercializados na edição anterior. O valor levantado com a venda das entradas, porém, é 6% superior ao contabilizado em 2014. Segundo os organizadores e equipe de apoio, a meta de distribuir melhor a concentração de público foi alcançada. As atividades iniciaram na sexta-feira, dia 5, e já no primeiro dia, o número de visitantes foi 30% superior ao registrado no ano passado, o que oportunizou uma melhor circulação das pessoas entre os estandes e as ilhas centrais, sobretudo no sábado, quando a média de visitantes sempre é maior. De acordo com o levantamento inicial, foram consumidos mais de 7 mil litros de bebidas e cerca de 3,4 mil quilos de comidas.

2014

Em novo endereço, no Ginásio Jatyr Francisco Foresti a 5ª edição do evento aconteceu nos dias 6, 7 e 8 de junho de 2014 . Neste ano o evento teve um público recorde de 5.166 pessoas vindas de todo o Estado e até mesmo de outras regiões do país, 28% a mais que a edição anterior. No cardápio, queijos, salames, copas, morcelas, codeguins, drumets, polenta frita, presuntos, mortadelas, picanha suína, cucas, bolos, pães, geleias, carnes de porco recheadas, sucos, espumantes, vinhos, água mineral, refrigerantes, enfim, tudo o que agrega valor à tradicional mesa farta dos descendentes de imigrantes italianos. Foram consumidos 4.483 litros de espumantes, 1.983 litros de vinhos, 3.030 litros de sucos/água/refrigerante e 3.091 quilos de comida.
Na abertura do evento, o Ministro da Agricultura, Neri Geller, falou sobre a receptividade dos marauenses e do potencial das agroindústrias da região, enfatizando o trabalho da Rota das Salamarias, entidade promotora do Festival do Salame. "Fiquei muito satisfeito. A sociedade de Marau está de parabéns. Este evento está muito bem organizado. Podemos ver nas pessoas que elas estão satisfeitas. Isso é mais uma mostra do bom momento que o agrobrasileiro vive. O setor está muito bem, evoluindo, progredindo, determinando boa parte do crescimento do país", ressaltou o ministro. Além das autoridades locais, também prestigiaram a abertura do Festival, Giovani Cherini (PDT) e José Otávio Germano (PP), representando a Câmara Federal, o Presidente da Associação dos Municípios do Planalto (AMPLA), Alceu Castelli, o Presidente da Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (AMESNE), Aícaro Ferrari; o suplente da Senadora Ana Amélia Lemos, Márcio Turra, o Presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra; e o Presidente da Associação dos Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (ACSURS), Valdecir Folador.

2013

A quarta edição do Festival Nacional do Salame de Marau foi considerada, novamente, um grande sucesso. Ano a ano, o evento que resgata e mantém vivos diversos aspectos herdados dos imigrantes italianos que colonizaram a região há mais de 100 anos, se consolida no calendário festivo de Marau e põe à mostra as razões pelas quais o município é conhecido como "Capital Nacional do Salame". O evento, realizado nos dias 7, 8 e 9 de junho, no Salão Paroquial Frei Gentil, reuniu público de aproximadamente 4 mil pessoas e apresentou receita operacional positiva. O lucro contabilizado foi superior a R$ 40 mil. Em 2013, o Festival teve como atração principal, o humorista Edgar Marostica, que divertiu o público com show de piadas e histórias inspiradas no seu programa "La Voce del Veneto". Com mais de 25 anos de trabalho na área humorística, Marostica foi o primeiro apresentador de programa de rádio FM no Brasil, "in talian, mestre de cerimônia, apresentador da Cantoria Italiana de Serafina Corrêa e Festival Nacional de Música Italiana de Santa Catarina, vencedor do XV Festival da Mentira de Nova Bréscia, "IN TALIAN" recebendo título de Maior Mentiroso do Brasil. Também fizeram parte da programação artística do Festival o Grupo Ragzzi Dei Monti, a banda Gato Preto, o Coral Sonhos de Cantar, o Grupo Girotondo e os músicos Reonil e Sinandra Tesser.

O evento contou com novos expositores. 21 empresas estiveram expondo seus produtos:

VINÍCOLAS - Salton, Perini, São João, Casa Angelo Fantin, Casa Garcia, Garibaldi Cooperativa Vinícola, Associação Venícolas Monte Bello do Sul e Vinícola Giaretta Ltda.

ALIMENTOS - Cooperativa Piá, Ipar Alimentos, De'Bord Alimentos, Chocolates Xok's, BRF Brasil Foods, Laticinio Santa Tereza, Associação Rota das Salamarias, Pilatti Agroindustrial Ltda, Chocolates Prawer Cafeteria, Cooperativa Santa Clara, CVI- Coca Cola, Bebidas Mangoni e Tebaldi Alimentos. O cardápio que estará disponível para degustação durante os três dias do evento nos balcões integra: vinhos, espumantes, sucos, licores, grappa, chás e lácteos; nughetes, salsicha, salames diversos, copas, pães, codeguins, mortadelas, presuntos, pizzas, drumetes, polentas, esfregola, queijos, chocolates diversos, pernil assado, panceta defumada, lombo defumado, porcheta romana, costela recheada, frango recheado, linguiça com queijo, torresmo, cafés diversos e geleias.

O valor dos ingressos foi o mesmo da edição anterior - R$ 50,00 para adultos, R$ 25,00 crianças com até 12 anos de idade, R$ 30,00 para grupos de terceira idade no domingo, e R$ 40,00 para estudantes e funcionários públicos municipais de Marau. Para crianças de até 8 anos não foi cobrado ingresso.

O IV Festival Nacional do Salame abriu a programação da 25 Festa Italiana de Marau. A Rainha da Festa, Elis Regina Pradegan, foi presença constante no festival e abrilhantou a programação, acompanhada de sua corte, que foi a grande novidade das festividades italianas de 2013. A corte é formada por 18 meninas: Amanda, filha de Taís Salvi Zandonai e Éder Zandonai, Ana Laura, filha de Anelise Colet e Agnaldo Márcio Mistura, Cecília,filha de Adriana Bernardi Casa e Ricardo Casa, Eliza, filha de Adriana Brocco e Evângelo Antunes, Gabriela, filha de Edivane De Conto e Kleber Luís De Conto, Isabela, filha de Adriana Fátima Tonidandel Andrade e Fabiano Fincato, Isabela[ filha de Gilmara Liberali Bortolon e Leandro Bortolon, Joana, filha de Michelle Casagrande Radaelli e Lucas Radaelli, Maria Eduarda, filha de Natália Gouvêa Santana e Tiago Santana, Maria Eduarda, filha de Deizi Marodin e Marcelo Lazzari, Maria Luiza, filha de Cecília Capelli Razera e Fausto Razera, Martina, filha de Graziela Borilli e Alcivo Almeida, Martina e Mirele, filhas de Claudia Pereto Pagnussat e Márcio Pagnussat, Martina, filha de Melina e Fernando Lodi, Valentina, filha de Patrícia Foresti Fattini e Edgar Fattini, Valentina, filha de Ana Caroline Tonin Gavioli e Fernando Gavioli, e Vitória, filha de Aline Rissardo e Julcemar Spenassato (Tuche).

 

 

2012

Mais de 4 mil pessoas circularam no varejo e entre os estandes montados no Salão Paroquial Frei Gentil nos dias 1º, 2 e 3 de junho, quando foi realizada a terceira edição do Festival. A bilheteria do evento registrou um crescimento de 46% com relação aos números registrados em 2011. Em 2012, o Festival consolidou-se como um dos eventos mais aguardados do calendário do município, engrandecendo a programação da Festa Italiana de Marau. Um novo ambiente foi montado junto ao salão principal, beneficiando a circulação de pessoas. O humorista Iotti, que foi novamente uma das atrações principais da festa, alegrou o público com seu personagem Radicci. Na recepção ao público, os Porquinhos da Rua foram uma atração à parte. A iniciativa foi inspirada na Cow Parade, uma exposição artística de alcance internacional, e adaptada ao Festival, usando a figura do porco, matéria-prima do salame.

 

 

2011

Depois do sucesso da primeira edição do evento, as expectativas se confirmaram e em 2011, o Festival Nacional do Salame de Marau deixou, novamente, a marca da saudade a todos os que o prestigiaram. Se para os organizadores, a repercussão representou novos e mais expressivos rumos ao evento, para o público, não foi diferente. Foi o que denotou a ampla procura por ingressos, principalmente a registrada na segunda noite da programação que se estendeu entre os dias 10, 11 e 12 de junho. Na data, além da gastronomia e da oferta de uma valorosa carta de vinhos e espumantes, uma atração artística especial atraiu mais público ao Festival. Trata-se do show do humorista Iotti, que trouxe para Marau, a alegria e irreverência de seu famoso personagem, Radicci. Em frente ao palco, crianças e adultos direcionavam suas atenções ao humorista que proporcionou um clima ainda mais favorável ao evento. O show foi promovido pelo Jornal Folha Regional e Festival do Salame, com patrocínio das empresas Perini, Construtora Romani, LabDecesaro e FABE Marau. Em 2011, o público que passou pelo Salão Paroquial Frei Gentil durante os três dias do evento chegou perto do dobro do que o registrado no ano anterior. Para bem servir o público visitante, foram produzidos mil e quinhentos quilos de salame e copa, mais de 700 quilos de queijos e derivados, uma tonelada de linguiça e drumetes, mais de 700 pizzas. Os expositores estavam abastecidos com 4,5 mil litros de espumantes, sucos, vinhos e bebidas lácteas. Além das 22 empresas expositoras, produtos da marca BRF foram servidos nas ilhas centrais.

 

 

2010

A primeira edição do Festival Nacional do Salame foi realizada nos dias 6, 7 e 8 de agosto de 2010. Nos estandes dos expositores, 22 empresas ofereceram seus produtos para degustação de um grande público, estimado em 2 mil pessoas, que prestigiou os três dias de programação. A comercialização de produtos ultrapassou a marca de R$ 30 mil.

 

Festival Nacional do Salame

Local do Evento: Ginásio Jatyr Francisco Foresti - Rua Rui Barbosa, esquina com Avenida Barão do Rio Branco - Centro
Marau - RS - Brasil - CEP: 99150-000
Email: festival@festivaldosalame.com.br
Fone: (54)3342-6239