IX Festival Nacional do Salame acontece de 8 a 10 de junho

Lanches, receitas, refeições e aperitivos. Vai bem com pão, queijo ou polenta. Melhor ainda no inverno, quando acompanhado de um bom vinho. Certamente você já sabe qual é o personagem desta história. Se pensou no salame, acertou! De origem italiana, a especiaria vem do verbo “salare”, que significa salgar. Muitos países, em razão das ondas de imigração italiana, cumprem a tradição de produzi-lo e ensiná-lo a família, passando de geração a geração. E em Marau não é diferente, ele ajuda a resgatar a cultura do nosso município e de seus antepassados.

Com o surgimento do Festival Nacional do Salame, este cardápio atrai, todos os anos, milhares de visitantes para Marau, a tão conhecida Capital Nacional do Salame. Para agregar valor à tamanha fartura, uma infinidade de derivados e outros pratos são servidos ao público durante o evento. Para acompanhar essas delícias, nada melhor que um bom vinho. Por isso, uma vasta carta de bebidas é trazida de vinícolas muito reconhecidas na serra gaúcha, que atraem os paladares mais exigentes.

Mas é inspirado na produção marauense que o festival firma suas origens. As propriedades da Rota das Salamarias ampliam, ano a ano, a oferta de diferentes tipos de sabores, vinhos, sucos e licores. E durante três dias de Festival, empresas de Marau e de outras regiões do Estado forram suas estandes e balcões com produtos para degustação. O visitante que circula pelo salão pode provar embutidos, produtos lácteos, sucos, vinhos, espumantes e muito mais.

Para a alegria de toda a comunidade, IX edição será realizada durante os dias 8, 9 e 10 de junho de 2018. Assim como no ano passado, o evento será realizado no Ginásio Jatyr Francisco Foresti e irá receber diversos expositores, que colocarão à disposição produtos deliciosos.

De acordo com o Presidente da Rota das Salamarias, Juvelino Manfroi, a diretoria está empenhada para realizar um festival bonito, que atraia muitas pessoas e supere as expectativas de todos. “Todos os anos quem está à frente da organização do festival se empenha para fazer o melhor possível. E neste ano não vai ser diferente! É claro que sempre temos uma coisa ou outra para melhorar, mas já estamos nos esforçando para que a nona edição seja um sucesso, assim como as outras que já ocorreram”, frisa.

Para o Prefeito Municipal Iura Kurtz, o Festival, que já integra o calendário oficial de eventos do Estado, começa a ser planejado com muita antecedência para que se torne melhor a cada ano. “O Festival do Salame já se consolidou como um dos grandes eventos gastronômico e cultural do Estado. E neste ano estamos organizando e planejando para que a 9ª edição seja de ainda mais sucesso”, afirma.

O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Meio Ambiente, Fábio Trindade, acredita que este evento é uma oportunidade de mostrar o que Marau tem de melhor no que se refere à cultura italiana e agricultura familiar. “O Festival do Salame é o resgate constante de nossa cultura italiana, da agricultura familiar, aliado a vocação industrial que temos em nosso município, resulta neste belo evento que tem atraído turistas de variados lugares e que retornam a cada ano em maior quantidade, sempre, claro, com o apoio e o envolvimento de nossa comunidade que tem por vocação abrir os braços aos visitantes”, destaca.

O Festival é realizado pela Rota das Salamarias e tem o apoio da Prefeitura Municipal. O evento integra, também, a programação da festa italiana, que neste ano chega a sua 30ª edição e será realizada de 2 a 30 de junho.

02